Protestos no Brasil

Essa história de amor é só utopia? A realidade é outra. Em meio a um contexto de grandes acontecimentos no Brasil e no mundo, penso: o mundo acordou. As pessoas se organizaram, o mundo se uniu para lutar pelos direitos do povo. Isso envolve desde a saúde pública, educação básica, moradia, qualidade de vida até a asseguração de uma Constituição adequada a sociedade atual. As pessoas saíram nas ruas, confrontaram a polícia, levaram tiros de bala de borracha e até foram presas. Manifestantes de todos os tipos – estudantes, hippies, punks, ativistas, anarquistas, enfim, todos se manifestaram de alguma forma. O poder da contestação pública saiu das redes sociais e foi para as ruas.

Há quem discorde dessas manifestações. “Arruaceiros, terroristas, rebeldes sem-causa”. “Tudo isso só por 0,20 centavos da passagem de ônibus?”. O povo já deixou claro que não é só por 0,20 centavos. É muito mais do que isso. É pelo descaso do governo com os problemas sociais e políticos do país. É pela luta de leis que garantem uma vida digna para cada cidadão brasileiro. A luta democrática por um país com menos miséria, menos desigualdade social. A luta pelo fim da corrupção, por um governo fiel ao seu povo. É uma luta pela melhoria do país.

O país investe bilhões em estádios para a copa, mas esquece dos serviços públicos. A saúde pública no Brasil é um caos no atendimento. Escolas públicas não tem professor, não tem aulas. Não foi à toa que, em meio aos jogos da Copa das Confederações houve protestos no Maracanã e no Mané Garrincha em Brasília. Casos de violência da polícia contra manifestantes são recorrentes. No primeiro jogo da Copa das Confederações em Brasília, a polícia estava atropelando manifestantes com a moto, perseguindo protestantes e dando porrada. Violência só gera violência.

Os protestos estão acontecendo no mundo todo. Nesta segunda-feira (17/06), o Brasil vai parar. Protestos no Rio de Janeiro, em Brasília, em São Paulo, e em Minas vão agitar as cidades. No facebook as pessoas estão se preparando, já tem até manual de como se preparar para a manifestação. Estudantes estão organizando cartazes pela cidade. Eventos no facebook estão confirmando presença de mais de 200 000 pessoas. Para quem não vai comparecer às ruas, o movimento pede que coloquem bandeiras brancas nas janelas das casas. Será um ato revolucionário e histórico para o Brasil. Se conseguiremos as reivindicações não sabemos, mas com certeza vai parar o país de ponta a ponta.Como dizia Renato Russo: “Ninguém respeita Constituição/ Mas todos acreditam no futuro da Nação/ Que País é este?”

1 viva revolucion

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s