poesia: amor e para-quedas

assim como o clichê mais bendito, o amor é como pular de para-quedas.
se não abrir o seu equipamento a tempo você morre
de uma altura grave de mais de 2 metros sei lá.
é isso aí meu caro.
o amor dessa vez não veio
e não deu certo
deixa pra depois
tchau

adeus

fica aí

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s