reflexões: nossos desejos

nosso desejo vibra em nós o que não pode ser desfigurado. diz tão somente: me dê passagem para que eu possa seguir em frente. deixa eu venerar minha sina. deixa eu seguir meu rumo. eu quero alcançar aquele sonho tão inalcançável. por que nunca alcanço? por que nunca deixo de alcançar? meu desejo é atiçar aquele sonho. alça-lo. atingi-lo. deixa-lo à flor de nós. por que nós? nós.

cansei dessa coisa toda. eu queria mesmo era abraçar meu sonho. beija-lo. deixa-lo são de carícias, louco de desejos. “Quando chegar o momento, esse meu sofrimento vou cobrar com juros. Todo esse amor reprimido. Esse grito contido, este samba no escuro. Você que inventou a tristeza. Ora tenha a fineza de ‘desinventar’.” como já diz Chico Buarque.

somos apenas vítimas do acaso. estamos entregues a toda sorte que acontecer. e quando se fala de sorte fatalmente fala-se de azar. ou não. depende. melhor parar de divagar;;;;;;; o desejo tem seus mistérios.

1010414_568125343250050_690965536_n

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s