e então nada

zonadapalavra

Giorgio

E ENTÃO NADA

A plenitude e o êxtase estavam a um metro da próxima esquina. Pena que decidíssemos voltar daquele ponto. Quando atravessei a rua, pensava em te pedir perdão pelo amor que me devastava e pelo amor que a miopia viu em teus olhos. Nem fúria, nem som. Era só o reflexo do sol cadente nas lentes dos teus óculos.

ALBERTO BRESCIANI

Imagem: Giorgio Bisetti

Ver o post original

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s