poema: chuva para abraçar

chuva

noite chuvosa
cama quente
chá de camomila
chuva de maio
água que cai
em prantos
no asfalto
na luz da cidade
não quero saber
de mal-me-quer
chuva é desculpa
pra abraçar quem se ama.

mãe,

te amo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s